MENU

Saúde

Prefeituras são premiadas por projetos de atenção primária à saúde

Amarildo Mota

Publicado

em

Foram divulgadas nesta quinta-feira (7) as prefeituras vencedoras do Prêmio APS Forte. O concurso, organizado pelo Ministério da Saúde, premia iniciativas de equipes e gestores voltadas a fortalecer a Atenção Primária à Saúde.

A divulgação dos vencedores marcou também o Dia Mundial da Saúde. A data é comemorada em 7 de abril, quando foi criada a Organização Mundial da Saúde no ano de 1948. Em 2022, o tema da mobilização é Nosso planeta, nossa saúde.

Um dos vencedores é o projeto Intermediadores Culturais, de Porto Alegre. Na capital gaúcha, imigrantes foram convidados para atuar como mediadores com o objetivo de auxiliar não somente na tradução para facilitar o diálogo entre equipes de saúde e estrangeiros como para funcionar como apoiadores na compreensão das diferentes culturas e no diálogo entre as pessoas.

Outro vencedor foi o município de Vitória. A capital capixaba desenvolveu uma iniciativa para garantir atenção integral a idosos em instituições de longa permanência.

Jaboatão dos Guararapes (PE) levou também um prêmio com o projeto Conviver Mais. A iniciativa incluiu, no plano municipal, ações de incentivo a atividades físicas regulares em espaços públicos durante a pandemia.

A cidade pernambucana de Vitória de Santo Antão foi contemplada com prêmio por um programa que ampliou saúde de moradores de comunidades rurais. As equipes realizaram mapeamento de territórios e das necessidades para buscar formas de resposta a essas.

Os premiados foram selecionados entre 1.151 experiências inscritas. Foram selecionadas 12 experiências em quatro eixos: organização dos serviços de APS, integralidade e equidade, ação integral nos ciclos de vida e promoção da saúde.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, lembrou que o Brasil criou o Sistema Único de Saúde como um dos mais complexos sistemas de saúde do mundo. “Vamos continuar trabalhando para fortalecer o SUS e cada vez dar mais acesso a uma saúde de qualidade”, declarou.

A representante da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) no Brasil, Socorro Gross, destacou que o Brasil possui um Sistema Único de Saúde forte e com talentos. “Experiências mostram que há pessoas engajadas, apaixonadas pelo trabalho que fazem em um SUS grandioso e que mudam a vida das pessoas”, disse Gross.

“Essa premiação reflete trabalho de todos nós na construção deste sistema que é único. Com toda sua capilaridade, o SUS deu a resposta no momento que foi exigido, com a maior campanha de vacinação realizada na história”, disse o presidente do Conselho Nacional de Secretarias de Saúde (Conasems), Willames Freire.

Fonte: Agência Brasil

Continue lendo

Em alta