MENU

Distrito Federal

Carro da Vacina percorre o Sol Nascente em sua sétima edição

Amarildo Mota

Publicado

em

O Carro da Vacina voltou a circular pelas ruas do Sol Nascente/Pôr do Sol em busca da população que ainda não se vacinou, ou que está no prazo de receber a segunda dose ou o reforço. Neste sábado (19), foi a sétima edição do projeto da Superintendência de Saúde da Região Oeste, que resultou na aplicação de 190 doses contra a covid-19.

A Região Oeste também contou com dois pontos fixos de vacinação neste sábado, um na UBS 2 de Brazlândia e o outro na UBS 2 de Ceilândia | Foto: Divulgação/SES-DF

Do total de vacinas aplicadas, 30 foram de primeira dose, 22 de segunda e 138 de doses de reforço. A ação contou com três automóveis, que percorreram vários setores da região com o objetivo de facilitar o acesso da população mais vulnerável à vacinação. Para a superintendente da Região Oeste, Lucilene Florêncio, é de extrema importância imunizar os moradores dessas áreas.

“A nossa busca a cada sábado é pelo aumento da cobertura vacinal. É levar vida, cuidado e amor, pois vacinar é um ato de amor, visando moradores de alta vulnerabilidade que, de alguma forma, ainda não se vacinaram ou não completaram o esquema vacinal”, destaca.

De acordo com a superintendente, quando é feita a busca ativa cria-se um maior vínculo dos profissionais de saúde com a população, o que fortalece a essência da Estratégia Saúde da Família. “São profissionais de saúde em um território buscando promoção e proteção à saúde, diagnóstico, cura, tratamento, reabilitação e redução de danos”, enfatiza.

A Região Oeste também contou com dois pontos fixos de vacinação neste sábado, sendo um na UBS 2 de Brazlândia, que aplicou 56 doses e o outro na UBS 2 de Ceilândia, que aplicou 229 doses. Somados ao quantitativo de doses aplicadas pelo Carro da Vacina, na região que engloba Brazlândia, Ceilândia e Sol Nascente/Pôr do Sol, foram aplicadas 545 doses.

*Com informações da Secretaria de Saúde do DF

Agência Brasília* | Edição: Rosualdo Rodrigues

Fonte: Agência Brasilia

Continue lendo

Em alta