MENU

Distrito Federal

Secretário de Saúde se encontra com representantes da AMA

Amarildo Mota

Publicado

em

Foto/Agência Brasilia

Em janeiro do corrente ano, a Procuradoria Geral do Distrito Federal cobrou as devidas providências, junto à Secretaria de Saúde do DF, para que fosse cumprida a ordem de despejo da Associação de amigos de autistas, com sede localizada no Instituto de saúde mental, no Riacho Fundo, região administrativa do Distrito Federal.

O processo de reintegração do espaço, que pertence à Secretaria de Saúde, teve início no governo anterior, na gestão de Rodrigo Rollemberg.

O atual governo, reconhecendo o belíssimo trabalho da associação, vem procurando dirimir os conflitos, evitando a interrupção das atividades oferecidas pela instituição, que atua por 35 anos na Capital Federal.

Numa atitude louvável, o governador Ibaneis Rocha, pediu na quarta (09),a suspensão da ação de despejo da referida associação.

O atual secretário de saúde do DF, o general Manoel Narvaz Pafiadache, solicitou com urgência, informações detalhadas das atividades da AMA, que deverá encaminhar para a pasta, os nomes dos responsáveis e seus devidos registros, plano de trabalho, e os métodos terapêuticos aplicado no tratamento dos pacientes.

O secretário se reuniu nesta quinta feira,10/02/22, com os representantes da associação e se comprometeu levar a questão aos órgãos competentes, como o Ministério Público do Distrito Federal e Procuradoria do DF, para juntos, encontrarem uma solução para o problema.

Prometeu ainda, a elaboração de um projeto para não só assegurar a manutenção dos serviços, mas ampliar as atividades através da realização de um convênio com as Secretarias de Desenvolvimento Social e Educação.

O apresentador da Globo Marcos Mion, fez uma declaração pública, elogiando a atitude do governador Ibaneis Rocha, e agradecendo a decisão de suspender a ordem de despejo, permitindo a continuidade do tão relevante trabalho da associação.

A presidente da associação, Gisele Montenegro, saiu confiante da reunião, certa que tudo será resolvido dentro da lei, evitando problema semelhante no futuro.

Da redação.

Continue lendo

Em alta