MENU

Distrito Federal

Ensino público investe no preparo para o mundo do trabalho

Amarildo Mota

Publicado

em

A rede pública do DF investe na formação integral dos estudantes por meio da oferta de cursos técnicos de nível médio e de qualificação profissional. Este ano, a Secretaria de Educação (SEE) abriu 6.920 vagas para a modalidade de Educação Profissional e Tecnológica (EPT). Foram 4.587 para cursos técnicos de nível médio, 1.004 para o Itinerário de Formação Técnica e Profissional e outras 1.329 para cursos de qualificação profissional.

As ofertas foram distribuídas em 14 unidades escolares, localizadas nas regiões de Ceilândia, Taguatinga, Brazlândia, Cruzeiro, Guará, Planaltina, Gama, SIA e Plano Piloto. Os cursos contemplam os eixos tecnológicos de ambiente e saúde, informação e comunicação, controle e processos industriais, desenvolvimento educacional e social, gestão e negócios, produção cultural e designer, entre outros. Veja aqui as escolas que oferecem essa modalidade de ensino.

Vanessa Gabrielle: “Soube das vagas para a comunidade e me inscrevi para o sorteio. Consegui e estou gostando bastante das aulas e da estrutura do local” | Foto: André Amendoeira/SEE

David Guilherme está no segundo semestre de computação gráfica na Escola Técnica do Guará (CEP-ETG). Ele escolheu o curso entre as possibilidades dos Itinerários Formativos, que são as partes flexíveis do currículo do Novo Ensino Médio.

“Eu desejo trabalhar no futuro com alguma coisa de computação ou desenho, e vi esse curso como uma boa oportunidade”, conta ele, que está na terceira série do ensino médio e frequenta as aulas regulares da Escola Bilíngue Libras e Português Escrito de Taguatinga.

“Estamos juntos ao estudante para que ele tenha o acesso necessário para informação de qualidade também nessa área de educação profissional”, pontua o professor Rogério Condes, intérprete em Libras que acompanha David durante as aulas.

Maior oferta

Santa Maria e Paranoá vão ganhar as primeiras escolas técnicas da região, cada uma com capacidade para atender 1,5 mil estudantes

Na ampliação do Novo Ensino Médio para todas as unidades escolares da rede pública que oferecem essa etapa, a EPT ganha ainda mais relevância com o Itinerário de Formação Técnica e Profissional, que passa a ser amplamente ofertado em unidades parceiras como Senai, Senac, Sebrae e Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE).

Há, ainda, o apoio do Ministério da Educação (MEC), por meio do programa Novos Caminhos. Todas essas ações aumentam as possibilidades de matrícula em diversos cursos, de forma a contribuir para a construção do projeto de vida dos estudantes de acordo com suas escolhas.

Comunidade se beneficia

A EPT também contempla vagas para comunidade. A professora de música Vanessa Gabrielle foi sorteada com uma vaga no curso de computação gráfica na Escola Técnica do Guará. Integrante do total de 750 alunos atendidos na unidade, ela destaca: “Eu queria ampliar minhas possibilidades no mercado de trabalho”, conta. “Soube das vagas para a comunidade e me inscrevi para o sorteio. Consegui e estou gostando bastante das aulas e da estrutura do local. O curso é bem completo e voltado para a área prática”, destaca Vanessa.

Novos centros de educação profissional

As comunidades de Santa Maria e do Paranoá serão beneficiadas com as primeiras escolas técnicas dessas regiões. Cada unidade terá mais de 5,5 mil m² e atenderá cerca de 1,5 mil estudantes cada, com um investimento de R$ 12,9 milhões.

As obras de construção já estão avançadas. As unidades escolares terão 12 salas de aula, laboratórios, depósitos de materiais, secretaria, recepção, sala de professores, diretoria, salas de coordenação, auditório, biblioteca, bloco de serviços e vivências com refeitórios e vestiários para funcionários e uma quadra poliesportiva coberta. O modelo segue o padrão do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Brazlândia ganhou escola

Em funcionamento desde o primeiro semestre de 2021, a Escola Técnica Deputado Juarezão atende 1.440 estudantes. A primeira escola técnica da Região Administrativa de Brazlândia teve investimento de R$ 15,3 milhões. A unidade escolar oferta cursos técnicos de nível médio em informática e enfermagem.

Cozinha em ação

A arte da cozinha também está ao alcance das pessoas interessadas. Recentemente, começaram a ser ofertados cursos técnicos de nível médio em gastronomia e confeitaria para 300 estudantes no Centro de Educação Profissional Escola de Sabores Oscar, no Plano Piloto. As aulas também atendem alunos Novo Ensino Médio, em parceria com MEC e Sebrae.

Reforço na rede

O Centro Educacional 7 de Taguatinga passou a ser o Centro de Ensino Médio Integrado de Taguatinga (Cemi Taguatinga). Agora, oferece o curso técnico em Computação Gráfica Integrado ao Ensino Médio para 152 estudantes.

*Com informações da Secretaria de Educação

Agência Brasília* | Edição: Chico Neto

Fonte: Agência Brasilia

Continue lendo

Em alta