MENU

Distrito Federal

A praga da Fake News

Amarildo Mota

Públicado

em

Envolvidos em atos de corrupção comandam o jogo sujo e disparam fake news nas eleições do DF

 

O subterrâneo da política do Distrito Federal se move e entra na guerra política; são atos antidemocráticas que deviam ser observados com mais atenção pelo Ministério Público e o Tribunal Regional Eleitoral.

 

As Eleições 2022 mal começaram e no Distrito Federal antigas figuras que se movem no subterrâneo da política articulam fake news, com acusações infundadas, que os próprios documentos oficiais desmentem.

 

A verba pública, dos impostos do brasiliense, é o real objetivo de quem durante muitos anos foi agraciado com quantias milionárias e hoje tenta tomar o poder por meios antidemocráticos.

 

O Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT) e e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF) devem ficar de olho nessas movimentações, que nos bastidores já ganhou o apelido de “Operação Bezerros Desmamados”. O dinheiro público precisa ser preservado de predadores que se refastelaram em governos passados. E onde muitos foram para a cadeia ou são processados em escândalos de corrupção.

 

O portal de notícias Imprensa Pública noticiou essa semana uma denúncia preocupante.

 

A reportagem do Imprensa Pública traz a história de figuras envolvidas em corrupção, que estriam de olho na publicidade do governo.

 

Segundo o portal, recentemente, o site Bsb Capital divulgou em sua página uma matéria na qual divulga o valor gasto pela publicidade do

DF.

Na reportagem do Imprensa Pública, o portal afirma ter ido atrás para descobrir o que e quem estariam por trás de todo esse movimento. E chegaram a conclusão que os irmãos Pontes e a deputada federal Paula Belmonte seria as pessoas ligadas a essa movimentação.

 

Com o auxílio de um candidato a deputado distrital de extrema-esquerda, filiado ao PSOL, que também é auditor fiscal.

 

Acesse a reportagem completa do portal Imprensa Publica aqui  Publica aqui<

Continue Reading

Em alta