MENU

Distrito Federal

Profissionais da UBS 1 aproximam comunidade dos serviços de saúde

Amarildo Mota

Publicado

em

Neste sábado (29), os moradores da Vila do Sossego, na Candangolândia, receberam profissionais da Unidade Básica de Saúde (UBS) da região. A visita ocorreu das 8h às 12h. Além de cadastrar as pessoas da comunidade para serem acompanhadas pelas equipes de Estratégia Saúde da Família, os profissionais vacinaram adultos contra a covid-19, aferiram pressão arterial, entregaram preservativos e kits de higiene bucal e ofereceram orientação médica.

Profissionais da UBS 1 ofereceram atendimento aos moradores da Vila do Sossego, na Candangolândia, neste sábado (29), com vacinação contra a covid-19 entre as ações | Fotos: Tony Winston/Agência Saúde-DF

“Viemos cadastrar essas famílias, pois apesar de ser uma área carente, em que muitos precisam de serviços de saúde, ninguém daqui costuma procurar os serviços oferecidos na UBS. É um trabalho de prevenção, com o intuito de estreitar os laços dessa comunidade com sua equipe de Saúde da Família”, informa o gerente da UBS 1 da Candangolândia, Rodrigo Vidal.

Cerca de 600 pessoas moram na Vila do Sossego. “É de grande importância que todas as famílias sejam acompanhadas pela Saúde da Família, saber as necessidades de cada casa”, afirma o gerente da UBS 1, Rodrigo Vidal

A Vila do Sossego fica às margens da Epia Sul e possui apenas 85 chácaras. No entanto, cerca de 600 pessoas vivem no local. O agente de saúde Manoel Morais destaca que há muitas crianças. Por isso, é tão importante o acompanhamento constante das famílias.

“São pessoas que trabalham o dia todo, muitas vezes não conseguem ir à UBS ou até mesmo por falta de condição financeira. É de grande importância que todas as famílias sejam acompanhadas pela Saúde da Família, saber as necessidades de cada casa”, explica.

A ação de saúde recebeu apoio da Administração Regional da Candangolândia e da Associação dos Moradores da Vila do Sossego, que se uniram para divulgar a iniciativa através da rádio comunitária e uso de bicicletas de som.

“Trabalho na vacinação contra a covid desde o início. Teve dias que aplicamos mais de 1.200 doses. Agora, o movimento caiu muito. Vivemos um momento muito difícil. É gratificante contribuir de alguma forma para o fim da pandemia”Sandra Duarte, técnica de enfermagem

População

A autônoma Edivânia Cardoso, 47 anos, aproveitou a vacinação contra covid-19 perto de casa para receber a dose de reforço. “Achei ótimo conseguir me vacinar tão rápido e com essa facilidade, sem ter que me deslocar para longe.”

Raiucha dos Santos, 30 anos, dona de casa, levou os dois filhos para a ação e, além de receber kits de saúde bucal, ainda fez atualização de seu cadastro no programa Bolsa Família. Ela relatou que às vezes deixa de comparecer à UBS por conta da distância para ir andando ou por falta de condições de pagar um transporte até lá.

A auxiliar de limpeza Miriam Ribeiro, 39 anos, é hipertensa e, além de aferir a pressão arterial, deixou sua consulta agendada na UBS para ter sua receita médica trocada, pois precisa dela para conseguir gratuitamente os medicamentos para controle da pressão. Também recebeu a dose de reforço da vacina contra covid-19.

Satisfação

A técnica de enfermagem Sandra Duarte aplicou as doses da vacina contra covid-19 durante a ação na Vila do Sossego. Com 40 anos de atuação na linha de frente, lida diretamente com a população que busca algum tipo de atendimento de saúde.

“Trabalho na vacinação contra a covid desde o início. Teve dias que aplicamos mais de 1.200 doses. Agora, o movimento caiu muito. Vivemos um momento muito difícil. É gratificante contribuir de alguma forma para o fim da pandemia”, avalia. Neste ano, Sandra pretende se aposentar.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Fonte: Agência Brasilia

Continue lendo

Em alta